20Agosto2018

ABRAMCA

Condutores de Ambulância cobram presença completa da Enfermagem

Vice-presidente do Cofen, Irene Ferreira, recebeu presidente da Abramca (Associação Brasileira dos Motoristas e Condutores de Ambulância), que expôs risco do transporte desassistido A vice-presidente do Cofen, Irene Ferreira, recebeu nesta sexta-feira (11/3), em São Paulo, o presidente da Associação Brasileira dos Motoristas e Condutoras de Ambulâncias (ABRAMCA), Alex Douglas, para discutir relatos de irregularidades que colocam em risco os pacientes transportados no Brasil. Sem a presença de equipe de Saúde, situações graves, inclusive com óbitos de paciente, recaem sobre os condutores de ambulância, inabilitados legalmente para a assistência. “Não podemos confundir o socorro emergencial prestado por qualquer cidadão em situação de calamidade com serviços estruturados de transporte de pacientes e de urgências e emergências, que têm do dever de atender em conformidade com protocolos técnicos, zelando pela integridade do paciente”, afirmou Irene. Consultado, o Cofen orientou a ABRAMCA a formalizar representação junto do Ministério Público sobre as violações relatadas. O Conselho aguarda ofício para responder oficialmente a consulta feita sobre os riscos do transporte sem equipe qualificada. Conforme a Resolução Cofen 375/2011, a assistência de Enfermagem em qualquer tipo de unidade móvel (terrestre, aérea ou marítima) destinada ao Atendimento Pré-Hospitalar e Inter-Hospitalar, em situações de risco conhecido ou desconhecido, somente deve ser desenvolvida na presença do enfermeiro. Não se reconhece como habilitados os cidadãos que fizeram cursos livres, como os chamados “socorristas”, pois tais cursos não oferecem capacitação mínima para o atendimento profissional a situações potencialmente graves. A normativa, que visa garantir a segurança dos pacientes, é frequentemente desrespeitada por empresas prestadoras dos serviços de ambulância, levando a danos irreversíveis e multiplicando embates na esfera judicial. “Somos favoráveis à presença da equipe completa de Enfermagem na ambulância. Não somos profissionais de Saúde. Como alguém pode dirigir e prestar socorro ao mesmo tempo?”, questionou Alex Douglas. A ABRAMCA quer estruturar um curso técnico para condutores, focado em habilidades de direção e transporte. Fonte: Ascom - Cofen

Com muita emoção e presenças ilustres, Instituto Onofre é inaugurado

O dia 29 de janeiro de 2016 é mais uma data histórica para o Condutor de Ambulância. Foi nesse dia que o Instituto Onofre Santo Agostini foi inaugurado em São Paulo, em evento marcante. Com dezenas de convidados e presenças ilustres, o instituto educacional ratificou aos presentes o seu objetivo. Tem como missão a produção e aplicação em escala de conhecimento e inovação para formação e educação continuada de profissionais que trabalham com todas as formas de transporte de pacientes.

Leia mais...

Rondônia realiza 1º Encontro dos Condutores no estado

O Sindcaero (Sindicato dos Condutores de Ambulância do Estado de Rondônia) reuniu representantes e profissionais da categoria no último sábado (19/12), para realizar o 1° Encontro de Condutores de Ambulância do Estado de Rondônia. O grande objetivo foi mostrar aos companheiros que daqui para frente há um sindicato próprio atuando em prol da categoria, juntamente com a Abramca (Associação Brasileira dos Motoristas e Condutores de Ambulância.

Leia mais...

Feliz Natal e um excelente Ano Novo repleto de grandes realizações

Estamos chegando ao final de 2015, e continuaremos olhando sempre para frente! Estamos ansiosos para a chegada do novo ano, pois com união, trabalho e responsabilidade, colheremos as conquistas que plantamos ao longo desta jornada. Que venham os novos desafios, os novos projetos e acima de tudo, as novas vitórias. 

Leia mais...

Abramca prestigia 1º Encontro de Goiás

Com a presença de diversos profissionais, aconteceu em Goiânia, no último sábado (19/12), o 1º Encontro Estadual dos Condutores de Ambulância de Goiás. O evento foi organizado pelo Sindconam-GO (Sindicato dos Condutores de Ambulância do Estado de Goiás), por meio da figura de seu presidente Márcio, de seu diretor jurídico, dr. Claudio Brandão, e da diretoria do sindicato; e contou com o apoio da Abramca (Associação Brasileira dos Motoristas e Condutores de Ambulância), do Detran e da Polícia Federal, cujo alguns agentes palestraram durante o encontro.

Leia mais...